3 Vestindo o seu Poder: Louise Hay

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Louise Hay


“Não sou curandeira. Não curo ninguém. Vejo-me a mim própria como um passo no caminho da autodescoberta. Crio um espaço onde as pessoas podem aprender a sua incrível beleza, ensinando-as a amarem-se a si próprias. É apenas isso o que faço. Sou alguém que ajuda outras pessoas. Ajudo as pessoas a remover os bloqueios, as barreiras dos seus caminhos, para que, sejam quais forem as circunstancias em que se encontrem, possam a amar a si próprias” Assim que se autodefine Louise Hay, escritora e palestrante motivacional, uma das fundadoras do conceito “ auto ajuda” , em seu livro “ O poder dentro de você.”
Na década de 70 em Nova York Louise L. Hay começou a acompanhar encontros na Igreja da Ciência Religiosa vindo a iniciar treinamento para tornar-se ministra. Logo seu trabalho de aconselhamentos na igreja tornou-se popular levando Louise após alguns anos a elaborar um “livrinho azul” onde ela detalhava as causas mentais e emocionas das doenças físicas. Cada doença era trabalhada com as afirmações e padrões positivos relacionados e necessários para promover o bem-estar. Este livro singelo veio a ser editado e tornou-se o Best Seller “Cure seu corpo”.
Em 1984 foi publicado seu novo livro “Você pode curar sua vida” tornando-se um sucesso que levou ao mundo o nome de Louise e até virou um filme.
A própria Louise foi diagnosticada com câncer e desenvolveu um intenso tratamento baseado na aquisição de hábitos mais saudáveis acompanhados de um profundo programa de reprogramação mental e emocional através das sugestões positivas, até ser em poucos meses totalmente curada.
Louise iniciou um grupo de apoio a homens diagnosticados com o vírus da AIDS em 1985, quando a doença alastrou-se, o Hayride. Na época os diagnosticados eram os homossexuais e o preconceito era muito grande, pois não se sabia ao certo o que era a doença, quais suas formas reais de contagio, mas de uma coisa tinha-se a convicção: ela era fatal. Esse movimento cresceu vertiginosamente e em pouco tempo as reuniões em sua sala de estar que inicialmente era com seis homens, passaram para centenas de pessoas desesperadas que lotavam ginásios em busca de apoio e consolo.
Sua metodologia passou a ser levada para diversas pessoas através de Workshops e Sessões de Life Coach, ministradas por facilitadores formados e autorizados a passarem para frente este método, os Hay Teachers, e credenciados no Heal Your Life International.

Alguns pontos da filosofia de Louise Hay
(extraídos do livro Você pode Curar sua vida)

Somos todos 100 por cento responsáveis por nossas experiências.

Cada pensamento que temos está criando nosso futuro.

O ponto do poder está sempre no momento presente.

Todos sofrem de culpa e ódio voltados contra si próprios.

A frase-chave de todos é: "Não sou bastante bom".

É apenas um pensamento e um pensamento pode ser modificado.

Ressentimento, crítica e culpa são os padrões mais prejudiciais.

A liberação do ressentimento pode remover até o câncer.

Quando realmente amamos a nós mesmos, tudo na vida funciona.

Devemos nos libertar do passado e perdoar a todos.

Devemos estar dispostos a começar a aprender a nos amar.

A auto-aprovação e a auto-aceitação no agora são a chave para mudanças positivas.

Cada uma das chamadas "doenças" em nosso corpo são criadas por nós.

O Universo nos apoia totalmente em cada pensamento que escolhemos ter e acreditar

Se um pensamento ou crença não lhe é mais útil, livre-se dele!

Não existe nenhuma lei que diga que só Porque você um dia acreditou em alguma coisa é obrigado a acreditar nela para sempre.

Tentar eliminar o sintoma sem trabalhar na dissolução da causa é inútil.

AMAR A SI MESMO. Essa é a "varinha mágica" que dissolve problemas.

Olhe-se novamente no espelho e diga: “Amo e aprovo a mim mesmo exatamente como sou".

Não se preocupe com "como" vai conseguir, as oportunidades surgirão no seu caminho. Confie na inteligência interior, sabendo que ela o orientará.

Para mim, a verdadeira prosperidade começa com o se sentir bem consigo mesmo.

*******