3 Vestindo o seu Poder: Março 2014

quarta-feira, 26 de março de 2014

Gentileza gera gentileza

Se ficarmos atentos às pequenas coisas do dia-a-dia somos capazes de perceber que a todo instante temos oportunidades de, com apenas um pequeno gesto, acolher uma pessoa próxima desconhecida que está precisando de uma ajudinha. Uma frase é conhecida: " Gentileza gera gentileza" mas muitos nem sabem de onde ela surgiu, mas são unanimes em acatar sua veracidade. Você já percebeu que quando fazemos estes pequenos gestos para alguém, sem esperar nem ao menos por um "obrigado", de alguma forma lá na frente a gente também recebe um gesto de outro alguém? É como uma corrente mesmo, mas a questão é que às vezes estamos tão apressados, tão atarefados, irritados, preocupados, distraídos, que não vemos ato algum. Mas, se algo ruim  acontece, desperta logo nossa atenção, nossa ira, nosso vitimismo. Damos poder para o mal e achamos que o bem só é importante quando ele é "grande", se for pequenininho, discreto, passa batido.
A frase "Gentileza gera gentileza" é de autoria de um homem conhecido como Profeta Gentileza ( José Datrino), um andarilho que andava pelas ruas do Rio de Janeiro, como uma espécie de pregador com vestes brancas e uma grande barba  e fez inscrições peculiares sob um viaduto na famosa Avenida Brasil. Suas pregações eram sobre o amor, gentileza, bondade,respeito ao próximo e à natureza.
A seguir um belo vídeo que retrata em imagens o que eu estou tentando relatar em palavras. As imagens e a bela música falam melhor do que eu, com certeza. Abaixo do vídeo a tradução da linda letra da música que é trilha sonora. "One Day", Matisyahu
 

Um dia
Às vezes ponho-me abaixo da lua
E agradeço a Deus por estar respirando
Então rezo para que não me levem logo
Pois estou aqui por uma razão

Às vezes nas minhas lágrimas afogo-me
Mas nunca as deixo me deprimir
Então quando a negatividade rodeia
Sei um dia que tudo virará ao contrário porque

Toda a minha vida eu tenho esperado
Eu tenho rezado
Para as pessoas dizerem
Que não queremos mais lutar
Não haverá mais guerras
E as nossas crianças brincarão

Um dia/Um dia/Um dia
Um dia/Um dia/Um dia

Não é sobre ganhar ou perder
Porque todos nós perdemos
quando eles se alimentam das almas dos inocentes
Calçadas encharcadas de sangue
continuam a se mexer por entre as águas
Continue esbravejando nesse labirinto
Você pode se perder (se perder)
E pode levá-lo à loucura
Mas não deixe isso te desacelerar jamais (jamais)

Às vezes nas minhas lágrimas afogo-me
Mas nunca as deixo me deprimir
Então quando a negatividade rodeia
Sei um dia que tudo virará ao contrário porque

Toda a minha vida eu tenho esperado
Eu tenho rezado
Para as pessoas dizerem
Que não queremos mais lutar
Não haverá mais guerras
E as nossas crianças brincarão

Um dia/Um dia/Um dia

Um dia tudo isto vai se modificar
Trate as pessoas como iguais
Pare com a violência, abaixo o ódio
um dia seremos todos livres
e orgulhosos de estarmos sob o mesmo sol
cantando músicas de liberdade como

Um dia/Um dia/Um dia

Toda a minha vida eu tenho esperado
Eu tenho rezado
Para as pessoas dizerem
Que não queremos mais lutar
Não haverá mais guerras
E as nossas crianças brincarão

Um dia/Um dia/Um dia

Link: http://www.vagalume.com.br/matisyahu/one-day-traducao.html#ixzz2x6bI3gDw

terça-feira, 25 de março de 2014

Meditação diaria


   Não se acostume com o que não o faz feliz
   Revolte-se quando julgar necessário
   Alague seu coração de esperança, mas
   Não deixe que ele se afogue nelas
   Se achar que precisa voltar, volte!
   Se perceber que precisa seguir, siga
   Se estiver tudo errado, comece novamente
   Se estiver tudo certo, continue
   Se sentir saudades, mate-a
   Se perder um amor, não se perca
   Se o achar, segure-o!

   Fernando Pessoa


quinta-feira, 20 de março de 2014

Inicio do Outono


Que Outono nos traga bons 
ventos, paz e harmonia para 
nossos corações e leveza 
para nossa alma.
Que troquemos as folhas
mas que sejam mantidas

as raizes e os valores.
E que seja renovada a
esperança e a convicção
que é sempre tempo de
Recomeçar!











quarta-feira, 19 de março de 2014

Livro O Poder do Silêncio

Eckhart Tolle nos mostra em seu livro O Poder do Silencio, a importância de silenciar os pensamentos e reencontrar dentro de nós mesmos no momento presente, nossa verdadeira calma. Tendo por “silencio” não apenas a ausência de barulho, mas nossa essência, a consciência de que podemos ser felizes em todo instante praticando o poder de estarmos no Aqui e Agora. Seu outro livro muito conhecido é “O Poder do Agora” já analisado aqui pelo blog nos dois posts a seguir " O Poder do Agora" e "O Poder do Agora parte 2".

Seguem trechos do livro, O Poder do Silencio.
                                                 


A calma é nossa natureza essencial. O que é a calma? É o espaço interior ou a consciência onde as palavras desta página são assimiladas e se transformam em pensamentos. Sem essa consciência, não haveria percepção, não haveria pensamentos nem mundo.

Você é essa consciência em forma de pessoa.

**********
Quando você perde contato com sua calma interior, perde contato com você mesmo. Quando perde esse contato, fica perdido no mundo.
Sua mais intima noção de si mesmo, de quem você é, não pode ser separado da calma. Ela é EU Sou, mais profundo do que seu nome e sua forma externa.

**********

Qualquer barulho perturbador pode ser tão útil quanto o silencio. De que forma? Ablindo a sua resitencia interior ao barulho, deixando-o ser como é. Essa aceitação leva você ao reino da paz interior que é a calma.
Sempre que aceitar profundamente o momento como ele é — qualquer que seja a sua forma —, você experimenta a calma e fica em paz

  **********

A sabedoria não é um produto do pensamento. A sabedoria é um profundo conhecimento que vem do simples ato de dar total atenção a alguém ou a alguma coisa. A atenção é a inteligência primordial, a própria consciência. Ela dissolve as barreiras criadas pelo pensamento, levando-nos a reconhecer que nada existe em si e por si. A inteligência une  a pessoa que percebe o objeto percebido, num campo unificado de percepção. É a atenção que cura a separação.

Existe uma energia vital que você pode sentir em todo o seu Ser, em cada célula do seu corpo, independentemente dos seus pensamentos. Nesse estado de consciência, se você precisar usar a mente para algum fim pratico, ela estará presente. E a mente funciona muito bem quando a inteligência maior que é você se expressa através dela.

**********

Quando cada pensamento absorve toda  a sua atenção, isso mostra que você se identifica com a voz que está dentro da sua cabeça. O pensamento se confunde então com o sentido do “eu”. Esse é o “eu” criado pela mente, o que chamamos de “ego”. Esse ego construído pela mente se sente totalmente incompleto e precário. Por isso o medo e o desejo são as emoções e forças dominantes e motivadoras desse ego.

Quando você se dá conta de que existe uma voz na sua cabeça que pretende ser você e não para de falar, percebe que, de forma inconsciente, você vem se identificando com a corrente de pensamento. Quando percebe a existência dessa voz, você compreende que não é essa voz, mas a pessoa que a percebe.

Ao perceber que está “vivendo para o momento seguinte”, você descobre que começou a abandonar o padrão da mente autocentrada. Torna-se então possível escolher concentrar toda a sua atenção no momento presente.

segunda-feira, 17 de março de 2014

Pesquisas cientificas sobre a meditação


Como prometido no post Benefícios da Meditação (caso não leu o post clique no link), seguem vários links de artigos publicados de pesquisas cientificas sobre a meditação.
Este espaço será dedicado e sempre atualizado com matérias sobre o assunto para quem quiser saber mais.

Boa leitura!



“Meditação é o remédio” publicado pela Revista Época em globo.com





sábado, 15 de março de 2014

Música Mais uma Vez, Renato Russo

Para começar bem a manhã de sábado uma linda música que fala de otimismo, esperanças. "Mas é claro que o sol vai voltar amanhã, mais uma vez eu sei... Quem acredita sempre alcança..."
Composição Renato Russo e Flavio Venturini
Um ótimo fim de semana


quinta-feira, 13 de março de 2014

Contos Zen: Torne-se um lago


O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse.
—Qual é o gosto? – perguntou o Mestre.
—Ruim — disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.
Os dois caminharam em silencio e o jovem jogou o sal no lago, então o velho disse:
—Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou:
—Qual é o gosto?
—Bom!— disse o rapaz.
—Você sente o gosto do sal?— Perguntou o Mestre.
—Não — disse o jovem.
O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou sua mão e disse:
—A dor na vida de uma pessoa é inevitável. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Então, quando você sofrer, a única coisa que você deve fazer é aumentar a percepção das coisas boas que você tem na vida.
Deixe de ser um copo. Torne-se um lago.






Benefícios da meditação


Quero escrever rapidamente hoje sobre alguns dos benefícios da meditação comprovados pela ciência. Não é o meu objetivo escrever muito sobre estes temas porque sou apenas uma praticante e não tenho conhecimentos profundos e científicos sobre isto, e também porque existem hoje milhares de sites onde se pode tirar estas informações, portanto o que eu escrever dificilmente será algo novo. Então prefiro dar outro foco ao blog, um foco que eu julgo menos teórico e mais prático, através das mensagens de livros, poemas, músicas, contos zen e pequenas reflexões, além de citar outras filosofias e práticas alternativas.

Logo, logo vou colocar uma opção com vários links de estudos científicos sobre o assunto a quem possa interessar uma pesquisa mais ampla. Fiquem atentos. (links de pesquisa sobre a meditação)

********************
As grandes religiões orientais já sabem há milhares de anos os benefícios da meditação, mas só nas últimas décadas que a ciência e a medicina ocidental começaram a estudar seus benefícios em todo o organismo.

Em 2005 através de imagens de ressonância magnética houve a primeira evidencia de que a meditação provoca alterações na estrutura do cérebro

Estudos já conseguiram provar que a meditação diminui os batimentos cardíacos e o ritmo da respiração, diminui o metabolismo, reduz a pressão sanguínea, aumenta a temperatura corporal periférica, provoca relaxamento muscular, aumenta a atenção e concentração, aumenta as atividades cerebrais relacionadas ao armazenamento de memória e às de coordenação motora. As áreas do cérebro responsáveis pela memória e pela atenção chegam a ficar mais densas quando se medita.

Alguns benefícios da meditação

Uma pessoa em estado de meditação consome seis vezes menos oxigênio do que quando está dormindo. Quanto mais profundo o estado de relaxamento, menor a produção dos hormônios de stress, e esse efeito não dura apenas enquanto ocorrer a prática meditativa. Após oito semanas de prática de meditação os participantes de uma pesquisa tiveram redução da densidade da massa cinzenta da amígdala, que é a responsável pela resposta automática ao stress. Proporcionalmente quanto menor o stress, maior a redução. O praticante de meditação fica menos alerta diante de um estimulo de stress, com maior capacidade de tomar decisões estratégicas. A resposta automática ao stress — gritar, correr diante do perigo —  de uma pessoa sem tal controle confunde o cérebro, rompendo com a habilidade de pensar claramente e tomar decisões.

Em 2010 pesquisas revelaram que as pessoas que meditavam tinham respostas menores para a dor, sentindo-as, mas cortando o processo rapidamente, pois essas pessoas têm a capacidade de desligar algumas áreas cerebrais responsáveis pela sensação da dor. Também pesquisas constataram aumentos significativos no fluxo sanguíneo em indivíduos com perda de memória.

Meditar é útil para reduzir em 47% as chances de ataque cardíaco e infarto em adultos. Pesquisas revelaram que a quantidade de acumulo de gordura nas artérias de pessoas com pressão alta diminuiu após meditarem 20 minutos, duas vezes por dia.

Técnicas de relaxamento profundo, colocadas em prática durante o dia, podem melhorar a quantidade e a qualidade do sono. A meditação também consegue provocar melhoras nos casos de depressão. Como a quantidade de conexões cerebrais está relacionada diretamente à saúde mental, a meditação funciona como um exercício para a mente, fortalecendo-a. Em 2011 descobriu-se que a meditação aumenta o hipocampo, uma região do cérebro responsável pelo aprendizado e pela memória, e associada ao bem-estar e compaixão. Outras pesquisas também mostraram que após um mês de prática os participantes relataram estarem mais calmos, mais relaxados, equilibrados, mostrando que a meditação pode ser útil na redução da ansiedade.

O hábito de meditar mostrou em pesquisas que provoca uma resistência 18% maior à dor. As pessoas que meditam precisam menos de analgésicos. A resistência é maior nos casos e em que o stress influencia diretamente no nível de dor — artrite por exemplo.
As práticas meditativas também têm influencia direta na maior produção de anticorpos, portanto o sistema imunológico é favorecido. 


Esses são apenas alguns dos motivos positivos para se começar hoje mesmo a fazer meditação. Para quem tem dúvidas de como praticar, onde, horários, posturas, e afins, vou escrever em breve sobre algumas dicas. Por agora basta você procurar uma posição relaxada sentada ou deitada, onde a coluna fique ereta e não haja a possibilidade de dormir. Relaxe, afaste as preocupações, as tensões, se descontraia e respire profunda e calmamente por alguns minutos. Fique nessa posição o tempo que você julgar necessário, você sentirá tranqüilidade e renovação quando voltar a si, pode apostar.

sábado, 8 de março de 2014

Meditação diária


Quando diz “sim” às coisas tal como são, você entra em harmonia com o poder e a inteligência da própria Vida. Só então pode se tornar agente de uma mudança positiva no mundo.

(Eckhart Tolle)

segunda-feira, 3 de março de 2014

Livro Vida, Amor e Riso


O homem é uma busca, uma eterna inquirição, uma pergunta perene. A busca é pela energia que mantém a existência interligada — chame-a de Deus, chame-a de verdade, chame-a de como você queira chamar. O que mantém essa existência infinita interligada? Qual é o centro disso tudo, o cerne disso tudo?
Ciência, filosofia, religião, todas fazem a mesma pergunta. As respostas podem diferir, mas a pergunta é a mesma. A religião chama essa energia de “Deus”. Os cientistas não concordarão com a palavra “deus”; parece pessoal demais. Eles a chamam de eletricidade, magnetismo, campo energético, mas apenas o nome é diferente. Deus é um campo de energia.
Os filósofos vão dando nomes diferentes: estrato supremo, o absoluto, Brahma. Algumas vezes, alguns filósofos dizem que ela é água, liquidez; algumas vezes alguém diz que é fogo — mas a busca tem sido eterna. “O que mantém este universo infinito junto?”
Os místicos da Índia antiga, conhecidos como bauls, chamam-na de amor — e para mim, a resposta deles parece ser a mais pertinente. Ela não é pessoal nem impessoal. Ela tem algo de Deus e algo de magnetismo também. Algo do divino e algo da terra.
O amor tem duas faces. É semelhante a Janus: uma face é voltada para a terra e a outra é voltada para o céu. É a maior síntese concebível: ele vem da luxuria e se move em direção à oração; ele nasce do lodo e se torna um loto que olha de frente para o sol.
A palavra “amor” tem de ser compreendida. O que queremos dizer por “amor”? Uma coisa que certamente queremos todos dizer é que ele tem uma atração em si, uma grande energia. Quando você se apaixona, não é que você faça algo — você é puxado para dentro do amor. Ele possui uma foca magnética. Você gravita em direção ao objeto do seu amor, você gravita quase sem querer, você gravita até contra a sua vontade. Há um puxão, um campo magnético — por isso dizemos “cair de amor”. Quem quer cair? Mas quem pode evitar? Quando a energia o chama, de repente você já não é mais seu velho eu. Algo mais vasto do que você o está puxando; algo maior que você o está invocando. O desafio é tal que simplesmente a pessoa se precipita em direção a ele arrebatadamente.

Deixe o amor ser sua oração do livro Vida, Amor e Riso- Osho


Reiki à Distância

Se desejar receber a energia Reiki à distância, basta preencher o formulário abaixo. Seu nome será colocado na Caixinha de Reiki e receberá o tratamento diariamente durante um mês.


Ao final de cada mês as intenções serão descartadas e novas intenções serão inseridas. Caso queria receber novamente o tratamento, deverá ser preenchido outra vez o formulário.

Obs: Temporariamente este formulário está desativado. Assim que alguns processos pessoais estiverem resolvidos, voltam-se as aplicações. 


Eu dou os créditos por esta bela iniciativa à Luciana Vieira, em seu lindo blog O Caminho do Meio.