3 Vestindo o seu Poder: Exercitar o cérebro para mantê-lo sempre jovem

domingo, 26 de maio de 2013

Exercitar o cérebro para mantê-lo sempre jovem


Muito se fala sobre como evitar o envelhecimento do corpo, mas nosso cérebro também envelhece e precisa de cuidados especiais e exercícios para se manter jovem e ativo. Ao utilizarmos o cérebro, consumimos energia do nosso corpo: o cérebro consome 20% do total da energia requerida para todo o corpo humano.
A partir dos 25 anos, os neurônios começam a diminuir e o cérebro a "encolher". Também ocorrem alterações bioquímicas, cujas consequências são perdas na função cognitiva, como falhas na memória e uma certa dificuldade de aprender coisas novas.

Apesar de seu envelhecimento natural, o cérebro é um órgão que possui uma grande capacidade de se modificar conforme sua interação com o ambiente. Se ele for estimulado e se mantiver ativo, essas alterações causadas pelo envelhecimento serão mínimas – até mesmo imperceptíveis.

O segredo para manter o cérebro jovem é exercitá-lo. Alguns pesquisadores afirmam que o melhor exercício para o cérebro é estudar. No entanto, é importante ressaltar que atividade intelectual não se refere ao nível educacional, mas sim a atividade mental como um todo.

Dicas para manter o cérebro ativo

EXERCITÁ-LO: existem várias maneiras de exercitar o cérebro, como leitura, jogos de tabuleiro, palavras-cruzadas, quebra-cabeça, e até cozinhar seguindo uma receita são exercícios que estimulam a parte cognitiva.

LAZER: atividades sociais e de lazer também são importantes.  Ler, fazer amizades e compartilhar experiências, assistir um filme ou uma peça teatral, frequentar seminários, visitar museus e viajar para conhecer novos lugares são ótimos estímulos para o cérebro.

MOVIMENTAR O CORPO: a prática de atividade física regular associada à uma alimentação saudável é muito importante para a saúde cerebral e ajudam na produção de neurônios.

ÁLCOOL E CIGARRO: o tabagismo e o consumo de bebida alcoólica também são fatores que podem acelerar o envelhecimento cerebral e prejudicar seu bom funcionamento. As substâncias químicas do cigarro e das bebidas alcoólicas causam a morte de muitos neurônios.

COMBATA O ESTRESSE: a tensão contínua também é um fator que agrava os danos causados pelo envelhecimento natural do cérebro, se atualmente é difícil eliminar as tensões do dia-a-dia é preciso ao menos tentar minimizar seus efeitos ao máximo.