3 Vestindo o seu Poder: A Autossabotagem

sábado, 22 de junho de 2013

A Autossabotagem

“Você certamente já ouviu falar de autossabotagem, mas sabe o que é?
Sabotagem significa qualquer ação com o objetivo de prejudicar e auto quer dizer a si mesmo. Portanto, autossabotagem é aquilo que você faz para prejudicar a si mesmo. É claro que você não quer conscientemente se prejudicar, mas acontece sem você querer.
Alguns exemplos de autossabotagem:
—Você quer fazer ginástica para emagrecer e acerta o relógio para acordar cedo. No dia seguinte, toca o despertador e você não se levanta.
—Você diz: De agora em diante só vou pensar positivo. Cinco minutos depois, lá está o pensamento negativo.
— Você diz: Hoje vou fazer 10 ligações para o meu negócio. Envia e-mails, entra no facebook e no final do dia nenhuma ligação foi feita.
E estes são só alguns exemplos. Você faz autossabotagem todos os dias. Pense em coisas que você promete a si mesmo fazer ou não fazer, e depois não cumpre.
A autossabotagem aparece como um inimigo que aparece para fazer com que seu plano nunca dê certo. E nesse caso o inimigo se esconde dentro de você e potencializa seus medos, ansiedades e indisposição, criando várias dificuldades e bloqueando vários setores de sua vida.
A autossabotagem vem de uma parte da mente humana chamada mente reativa. A mente reativa grava e armazena todas as suas experiências dolorosas. Ela guarda estes registros abaixo do seu nível de consciência. Você não se lembra mais do que aconteceu, mas abaixo da sua percepção consciente, a mente reativa entra em ação, remexe no seu passado doloroso e trás medos, inseguranças, tristezas e dores de volta ao presente.
Vencendo a autossabotagem, você passa a confiar mais em si mesmo. “Ser fiel à suas metas, ser fiel a si mesmo é um importante passo para ser bem-sucedido”. (Texto de Lucia Winther, terapeuta, extraído da Revista Samadhi Número 3).

Bernardo Stamateas, formado em teologia e psicologia, autor do livro “Autossabotagem”, dá os conselhos para quem enfrenta problemas de autoestima: “Não me sabotar é ter confiança em mim, é poder ter intimidade, é ser livre das pessoas, é investir em mim, é querer superar a mim mesmo, é pensar triunfalmente, é sonhar, contar meus sonhos e correr atrás deles, é ter inteligência social e emocional, é dar-me permissão para vencer, é mostrar meu eu verdadeiro, é praticar hábitos de sucesso, é aprender a ser mais feliz."

A fé em si mesmo e na existência de um Poder Universal que nos envolve e acolhe, alimenta o entusiasmo, a alegria e o amor incondicional, permitindo que tenhamos força e coragem para superarmos os desafios comuns da vida e os impostos por nós mesmos. O medo do novo se rompe quando reconhecemos aquilo que tememos, mas entendemos que é apenas um modo de pensar e sentir errado e que pode ser mudado assim que nos decidimos por isso e nos mantenhamos firmes nessa perspectiva.